POLICIAIS CIVIS DO DF QUEIMAM CAIXÃO DURANTE PROTESTO

 

Policiais civis do Distrito Federal realizaram nesta quarta-feira (12) um cortejo com dois caixões entre o Palácio do Buriti e a Câmara Legislativa para protestar por mais investimentos na segurança pública. A categoria está em greve desde 23 de agosto.

Segundo o presidente da Federação dos Policiais Civis e secretário-geral do sindicato da categoria, Divinato da Consolação, os agentes pretendiam acompanhar a votação de um requerimento na Casa, que pede que o administrador do Fundo Constitucional do DF explique como tem aplicado o dinheiro e o suposto baixo investimento em segurança. A sessão não ocorreu devido à falta de quórum.

"O GDF tem dito que não tem recursos para o aumento dos policiais civis. Entendemos que não é verdade, porque o fundo é superavitário, a não ser que ele tenha uma gestão suspeita, irresponsável", afirmou. "Ele alega que não pode dar aumento para a Polícia Civil porque o governo federal está resistindo”, disse.

Nesta quarta-feira, o secretário de Segurança Pública, Sandro Avelar, descartou reajuste para a categoria em 2012. "Não vai ter aumento para ninguém este ano. Há um trabalho que está sendo feito a partir de 2013. É isso que está sendo negociado, algo a partir de 2013. Para 2012, não existe possibilidade”, disse.

Paralisação

Agentes da Polícia Civil do DF decidiram manter a greve em assembleia nesta terça-feira (11). A categoria pede reestruturação da carreira e reajuste salarial de 28%, valor equivalente à inflação acumulada entre 2006 e 2012.

Em entrevista ao G1, o presidente do sindicato do Sindicato dos Policiais Civis do DF (Sinpol), Ciro José de Freitas, afirmou que a categoria não se reuniu com o governo na última semana.

 

Fonte: G1.com

 

Convênios